A crise econômica bateu na porta da Argentina. A inflação neste ano deve chegar a 3%, e a moeda se desvalorizou. A Argentina passa por tantas dificuldades que o país recorreu ao Fundo Monetário Internacional. O FMI vai emprestar US$ 50 bilhões caso o país cumpra algumas metas para diminuir investimentos públicos, o que deve reduzir ainda mais o crescimento do país.

E o Brasil pode sofrer por conta da situação desse importante parceiro econômico. A Argentina é o terceiro maior destino de exportações brasileiras De janeiro a abril, as vendas para os hermanos somaram US$ 6 bilhões, tendo a indústria automotiva é a principal beneficiada: três em cada quatro veículos exportados vão para o país vizinho.

Para acessar o vídeo da entrevista:

  • Crise econômica na Argentina pode afetar exportações do Brasil
  • Postagens Relacionadas

    VWCO lançará no Brasil plataforma de conectividade RIO em 2019

    País será o primeiro na América Latina a contar com a tecnologia baseada na nuvem.

    Gerenciando Expectativas

    O Banco Central manteve a SELIC estável em 6,5%, apesar da piora no balanço de riscos. O foco continua

    Setor automotivo busca a agilidade das startups para inovar

    Cooperação entre gigantes da indústria e jovens negócios ganha força.

    LDC investe para ampliar originação de café no país

    Uma das cinco maiores comercializadoras de café do país, a LDC (Louis Dreyfus Company) acaba de

    Siga nossas Redes Sociais

    Receba nossas Notícias